A FEDESPAB – Associação de Ensino e Desenvolvimento de Paços de Brandão tem por fins promover o desenvolvimento económico, social, cultural, científico, tecnológico e profissional da comunidade local, regional e nacional, através da realização ou do patrocínio de actividades de ensino, de educação, de cultura, de investigação, de inovação, de formação profissional e de solidariedade social.

Nos termos dos seus actuais estatutos, a FEDESPAB procurará promover as actividades que os seus órgãos dirigentes entenderem convenientes, designadamente:

  • A criação e a gestão de instituições de ensino, nomeadamente, superior, artístico, tecnológico e profissional;
  • A realização de cursos, colóquios, seminários, conferências, congressos, debates ou outras manifestações de âmbito científico e cultural sobre temas que interessem à prossecução dos seus fins;
  • O estabelecimento de intercâmbios com entidades ou instituições, nacionais, internacionais, estrangeiras ou comunitárias que prossigam os mesmos fins;
  • A realização de estudos, investigação científica, desenvolvimento experimental e inovação tecnológica, quer segundo projectos da sua iniciativa, quer mediante protocolos de colaboração ou contratos celebrados com entidades públicas ou privadas, nacionais, internacionais ou comunitárias;
  • O desenvolvimento de programas de formação profissional e empresarial adequados à melhoria das capacidades e das qualificações dos recursos humanos;
  • A prestação de serviços à comunidade mediante a celebração de contratos ou protocolos com entidades públicas ou privadas, nomeadamente com empresas;
  • O desenvolvimento de actividades que contribuam para a valorização e divulgação da cultura portuguesa;
  • A criação de estruturas de informação e apoio técnico a empresas industriais e de serviços;
  • A edição de publicações consideradas necessárias à realização dos seus fins e à divulgação dos resultados das investigações e estudos realizados;
  • O desenvolvimento de acções e o apoio a iniciativas de defesa do património histórico-cultural;
  • A implementação de acções de protecção e qualificação do meio ambiente;
  • A concessão de subsídios, bolsas de estudo e de pesquisa;
  • O apoio a iniciativas de solidariedade social.